segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Paz!

Sim, paz!
É isso que eu quero agora.

Depois de algum tempo a gente cansa de ficar indo de um extremo a outro.
Isso desgasta, acaba fazendo sentir como se não houvesse força pra nada.

De agora em diante, agir racionalmente e viver pra mim serão as palavras de ordem.
De agora em diante não vou mais derramar meu sangue a toa, não vou me entregar sem ter certeza de que não afundarei sozinho.


Palavras nunca provam NADA, vou me apegar bem mais a julgar atitudes, essas sim, dizem algo que vale a pena ser levado em consideração.

Acho que é isso que tenho a aprender com o que aconteceu nos últimos tempos. (Olha eu procurando o motivo de cada acontecimento, de novo.)

Um baita abraço pra quem ler!

2 comentários:

maxVANvorhees disse...

é...
sonhos não fazem promessas...

Giovani disse...

Gosto muito de te ler. Acho que por a gente se ver sempre em festas e bebedeiras, sobra pouco tempo de conhecer esse lado mais introspectivo. Te leio como se estivesse te ouvindo em um fim de festa.