sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Carlos Destro, Kotoko, Toko, Cebo, tanto faz. É tudo um só, mas em estados de espírito diferentes

Já não sei se restou algo no ar...
Já não sei se há algo mais a perder...

Tenho que mudar um pouco o modo como eu penso. Preciso parar de ficar tirando conclusões e encontrando motivos pra tudo o tempo todo, isso às vezes ajuda, mas na maioria do tempo só enche minha cabeça.

Acho que seria tudo bem mais fácil se eu simplesmente deixasse as coisas acontecerem, sem me preocupar tanto aonde isso vai me levar, pensar um pouco mais no que velho Marley diz ao cantar: "Don't worry about the things, couse every little thing gonna be all right".

Aliás, tenho me apoiado bastante no Bob, as músicas dele me trazem um negócio chamado paz. E não é aquela paz enfeitada de quando eu era católico, nem aquela paz instantânea de fumar um.
Não, o som dele me faz sentir verdadeiramente em paz.

Engraçado, comecei a ouvir Bob depois que assistí o filme "Eu sou a lenda".

--------------------------------

Hoje sinto como se minha vida estivesse recomeçando, do ponto em que parei a algum tempo. Acho que encontrei um "Eu" que estive procurando desde o início do ano, quando tudo era festa e nada mais.

Esse "Eu" é um cara que luta com um pouco mais de vontade pelo que quer, um "Eu" bem menos acomodado, mas também mais precavido.


--------------------------------

Tomei uma decisão importante a médio e longo prazo, vou começar a fazer faculdade de sistemas de informação, no início do ano.
Ta muito em cima pra eu começar a estudar pra Engenharia da computação na UFRGS, vou deixar isso pra depois que estiver um pouco mais estruturado.

Preciso fazer isso logo, passei o ano todo sonhando alto demais e fazendo muito pouco.


Um abraço a todos e bom final de semana!

2 comentários:

Danielle disse...

Oi, gurizinho...

Fico feliz de ver q tu tá se "encontrando" dentro de ti mesmo...
Mas é normal as pessoas ficarem meio confusas as vezes, até pra tentar fugir um pouco de si mesmas. Deve ser por isso q as pessoas costumam criar tantas identidades diferentes, pq cada um tem um estado de espírito diferente mesmo!
Não sei se eu to caducando aqui... Mas eu, por exemplo.. Acho a Danielle e a tal da Vermelhinha pessoas muito diferentes!

Mas vai escutando Bob... que se tá te fazendo se sentir bem, então tá tri :)
E essa música dele q tu citou aí é boa mesmo...

um upa!

Letícia disse...

Grande Bob...

Bjo Toko!
;)