terça-feira, 19 de agosto de 2008

Mudanças, acertos e algumas certezas

Faz pouco mais de um ano que decidí saír de casa, ter minha independência, coisa e tal...
Ganhava bem pouco na época, mas com um pouco de esforço e aluguel de uma casa dividida com um amigo seria possível me manter até ganhar melhor.
Não saí à toa, tinha bons motivos para querer pagar minhas próprias contas, mesmo que sobrasse pouco ou quase nada para diversão.

Com o tempo conseguí um estágio em que ganhava melhor (consequentemente disperdiçava mais grana:p), mais gente apareceu para dividir a casa, mais amigos eu fiz, mais lugares eu conhecí...

Todo esse tempo foi ótimo, pude aprender valores que não conhecia, perder preconceitos que tinha, aprender a dividir melhor e conviver melhor em família, pois a galera da casa tornou-se minha família.

Há alguns meses eu andava meio mal financeiramente, troquei de estágio, demorei a ajustar minhas contas e quando achei que iria acertar tudo, acabei me individando por causa do telefone...
Tudo bem, esse mês eu acerto isso e mês que vem já estou legal denovo.

Mas isso me fez pensar que nos últimos tempos tenho gastado mais do que ganho e ficado nessa de viver um mês e sobreviver o outro.
Pra completar andei me estressando por causa do trabalho, mas isso também já foi resolvido.

Depois disso tudo comecei a pensar em ser independente denovo, alugar uma casa pra mim mesmo, deixar as coisas organizadas do meu jeito, poder fazer o que EU quiser na hora que der na telha. Não que eu não curta a divisão lá da casa, mas tenho sentido falta de um pouco de privacidade e organização.
Um dos meus irmãos lá de casa fuma, não que eu seja contra, mas afeta bastante minha respiração pois sou um desses malucos cheios de "ites".

Desde piá ouví o provérbio: "Os incomodados que se mudem". Pois bem, chegou minha hora.

Aí vem a questão principal disso tudo: Como vou alugar uma casa se pelo menos nos próximos 2 meses só terei grana pra comer?!

Minha namorada e uma amiga minha de longa data me deram a resposta, resposta essa que de início não me agradou muito, mas que é a melhor solução.
Contrariando minhas próprias expectativas, vencendo meu orgulho e esfaqueando meu ego, vou apelar pro meu corôa.
Pretendo passar 2 meses na casa dele, não mais que isso. Dois meses é tempo suficiente para que eu possa acertar tudo que devo e arranjar uma casinha pra mim.

Não foi uma decisão fácil, pois isso fere bastante o meu ego. Lembrando de algumas pessoas que torciam para que eu não me desse bem ao saír de casa, chego a sentir medo dessa estadia na casa do corôa. Nem sei se ele vai aceitar isso, pretendo conversar com ele amanhã. Se não aceitar, sobrevivo mais algum tempo lá em casa mesmo.

Agradeço muito à Tay, por aturar minhas choradeiras e ler meus pensamentos quando necessário ;)
Também, agradeço à Lê que reapareceu na hora certa e conseguíu fazer uma boa idéia entrar nesse minha cabeça dura.




Quando tudo se estabilizar quero formar uma banda denovo, preciso de música, preciso voltar a fazer música. Se algum baterista estiver disponível, por favor apareça.




O Preço da Pureza - Jaime Jr.

O desiludido corvo bate suas asas
E voa baixo sem saber onde pousar
Passm-se dias e cansado continua
Ele não chega a nenhum lugar

Sonhava com uma vida diferente
Queria ver poeira em pleno mar
Pureza e bondade em sua mente
Eram fantasmas e lhe amedrontar

O insatisfeito corvo vaga pela noite e a luz do sol parece
o atormentar
Revela toda a verdade e oculta mais a ilusão
é o que o faz voar

Caíu então o falecido corvo
E era dele agora a carne a apodrecer
Nunca se alimentara da desgraça
Mas desgraçado teve de viver

Antes vivesse em meio à carniça
Pois viveria junto a seus iguais
Mas preferíu o escudo à espada
E dessa estrada não saíu jamais

O insatisfeito corvo vaga pela noite e a luz do sol parece
o atormentar
Revela toda a verdade e oculta mais a ilusão
é o que o faz voar...



2 comentários:

Anônimo disse...

Cara...
TE AMOOOOO...
Olha só ...eu tbm quero montar uma banda...Só que quero ser gaitista, TEM ESPAÇO para mim na tua banda????

TCHÊ AMO TCHÓ

Obrigada por fazer parte da minha vida por tanto tempo...

Estarei aqui sempre, posso sumir por alguns tempos, mas quando sentir que meu amigoirmãoamor estiver triste, irei para te dar umas boas palmadas e palavras...

AMO TU

thiagoks disse...

cara, tu sabe que eu sempre quiz [e vou continuar querendo...] ser baterista.

só me falta prática, hehehe!! mas se já tiver batera posso tocar baixo ou guita... hahahaha!